Animes de 2019 ― Parte 1

Eu tinha um projeto onde eu escrevia um resumo de cada anime que eu assistia como forma de melhorar a memória e a escrita, mas acabei parando por vários motivos. Hoje pretendo fazer de forma diferente: quero listar os animes que assisti no último ano e o que achei deles.

Tesagure! Bukatsumono

Esse é um dos animes que eu queria assistir já fazia muito tempo por causa da música de abertura dele (que é muito boa) mas nunca tinha assistido porque nenhuma fansub o traduziu. Janeiro deste ano, largando os preconceitos que eu tinha com a Crunchyroll e depois de assistir Himote House, que é parecido, resolvi assistir.

Ele é produzido em CG e por isso várias pessoas (que tem preconceitos com animes nesse estilo) acabam ignorando ele, sem saber que ele é muito engraçado. Ele mostra o cotidiano de um clube que não tem um propósito bem definido. Tudo começa quando uma menina, Koharun, entra para o clube. Nesse clube, que só tem garotas, elas conversam sobre vários assuntos. Algumas cenas do anime são improvisadas, isso é, não tem roteiro nenhum: o resultado é algo bem divertido.

Yakusoku no Neverland

Escolhi falar desse por um motivo: ele é tão interessante, cada episódio te dá tanta vontade de assistir o próximo, que mesmo meses depois da primeira temporada acabar ainda estou com vontade de assistir a próxima. Na verdade estou com tanta vontade que, ainda que eu tenha parado de assistir animes da temporada, acho que vou deixar isso de lado.

Não vou falar muito sobre o anime pois, pelo jeito dele, não dá. Melhor mesmo é assistir, se gostar do primeiro episódio assista os outros. O mangá parece ser melhor ainda que o anime (embora não cheguei a ler ele ainda, há outros que quero terminar primeiro).

Domestic na Kanojo

Esse é um cujo mangá eu tinha começado a ser e, portanto, eu já sabia o que eu iria ver. Como esperado o enredo dele não é tão forte e provavelmente não vá agradar muita gente, por outro lado há algo nele que me deixou feliz: a tradução da CR é a melhor dentre as que eu pude encontrar para esse anime.

Ueno-san wa Bukiyou

A Ueno é uma garota que é absurdamente inteligente, consegue inventar um monte de invenções que desafiam a física e até a lógica, mas é desajeitada e não consegue ser sincera com os seus sentimentos. O garoto que ela gosta também não ajuda… que pena.

A tradução da CR é ótima então recomendo não gastarem um segundo sequer procurando em outro lugar, por favor. Essa comédia romântica é ótima e queria que saísse uma segunda temporada logo. O mangá também é muito bom (embora ninguém quer traduzir ele, exceto um cara que não sabe japonês e, portanto, usa Google Translate).

Sore ga Seiyuu!

Assim como Tesagure esse é outro anime que demorei para assistir. Nesse caso, como não tem na CR, vi em inglês mesmo. Ele conta história de garotas que querem trabalhar como dubladoras e, algo que gostei muito, foi que vários dubladores famosos foram convidados para participar do anime representando eles próprios. O encerramento do anime, com covers de músicas de anime, é outro ponto que chama a atenção. É muito divertido.

Stella no Mahou

Nesse ano vi esse anime pela segunda vez. Eu gostava do encerramento dele, a animação dele e a música são muito boas. Certa vez eu até estava pensando em tentar reproduzir a animação usando apenas CSS no MyAnimeList (algo que é impossível hoje já que o MAL estragou completamente as opções de CSS de lá).

Quando eu assisti dessa vez, na CR, notei algo diferente: ao invés da meia dúzia de erros e da tradução estranha que eu tinha encontrado na primeira vez encontrei uma tradução muito boa. Não digo impecável porque achei um errinho pequeno, tão pequeno que só dá para ser notado se pausar o vídeo em um frame específico, mas era muito bom.

Gostei de rever as meninas fazendo os jogos delas. Vi alguns detalhes que eu não tinha notado pela primeira vez, como o esforço que elas fizeram em meio a tantas dificuldades. São um exemplo para muita gente.


Esses foram os destaques até junho. Na próxima postagem escreverei mais.

Deixe um comentário