Banco de dados

Desde janeiro de 2018 mantenho um site que chamo “banco de dados de fansubs”. Durante esse tempo que mantenho ele me pergunto: vale a pena manter um site desse tipo?

O motivo que eu criei o site é simples: os sites que listam fansubs não me agradavam. Normalmente há dois tipos de sites: os em que qualquer usuário do site pode listar um grupo e os em que os próprios grupos se listam. Ambos tem problemas que me desagradam: o primeiro tipo, por ser menos controlado, acaba se tornando uma plataforma de divulgação de grupos que querem apenas ganhar dinheiro fácil; o segundo tipo, mesmo com maior moderação, ainda também tem esse problema, porque alguns grupos conseguem enganar essa moderação simulando ser um grupo bem intencionado durante o período de testes.

O segundo tipo ainda tem um problema grave: vários grupos preferem não ser listados do que ter o trabalho de ficar atualizando mais um site além dos próprios. Não é raro que membros desses grupos - principalmente uns que já encontrei pessoalmente - reclamem dos que usam sites que listam fansubs para pesquisar animes ao invés de pesquisar em seus próprios sites.

Se alguém quer algo bem feito melhor fazer ele mesmo … então fiz o site. O site foi modelado no The Fansub Database, que é simples e não há muitas informações para serem atualizadas. Os dados mais complicados são os grupos e o número de episódios. Dessa forma posso controlar as regras do que é listado e do que não é listado sem que dê muito trabalho. Quem quiser contribuir pode comentar ou até criar uma conta no GitHub e editar as páginas que nem no site original, só que como ninguém faz isso o site todo fica por minha conta.

Como o maior problema, para mim, nos outros sites era evitar grupos ruins criei duas regras e não pretendo largar delas de maneira alguma: devem lançar pelo menos uma versão softsub e não ter propaganda em excesso. Elas sozinhas banem, se não todos, pelo menos a maioria dos grupos ruins, e facilitam a minha vida.

Ah, e para ser politicamente correto o site também lista serviços de streaming legais. É bom saber quem é o responsável pelos erros daquele site “horrível” onde assistir anime de forma legal e contribuir para que a indústria do anime continue.

Com o tempo problemas foram surgindo: em primeiro lugar notei que “softsub” por si só ainda permitia vários grupos ruins. Por exemplo: vários grupos simplesmente copiavam traduções oficiais sem fazer nenhum tipo de melhoria, outros grupos simplesmente usam o Google Translate, vários não revisam, vários não chegam nem a ver o arquivo que estão postando para ver se o vídeo roda corretamente.

Pensei “Como combater esse tipo de atitude?”. Sei que a maioria dos grupos que traduzem músicas fazem propaganda argumentando que isso é complicado enquanto no fundo o que fazem é apenas o seguinte:

  1. Pegam a tradução de um grupo gringo, ou pesquisam a letra do anime em qualquer site que acham, ou usam a opção de traduzir por áudio do Google Translate.
  2. Traduzem usando o Google Translate ou um ser humano com capacidade intelectual igual ou inferior a ele.
  3. Definem o timing (de forma porca porque com o próximo passo ninguém vai notar se ficar ruim).
  4. Aplicam um modelo pronto que o grupo já tinha disponível.

Não me surpreende que o estilo do karaokê de um anime de vários anos atrás é exatamente igual a um desse ano: para quê fazer scripts novos se há prontos?

Pensei “isso resolve o problema”, então criei uma regra exigindo que as músicas também fossem traduzidas. Publiquei uma nota no site dando um tempo para aos grupos e, depois que ela entrou em vigor, passei a notar algumas coisas:

Embora vários grupos traduzam elas nas coxas, há também um monte de grupos não traduz. E o que é pior, com o tempo alguns grupos que pelo menos aplicavam efeitos prontos passaram a ficar ainda mais preguiçosos e nem esses efeitos eles aplicam mais.

A HIDIVE geralmente traduz as músicas, então pensei que eles seriam um exemplo para os grupos, mas quando fui pesquisar mais sobre o serviço notei que eles só traduzem para o inglês, não para outras línguas. A Crunchyroll, naquele momento que criei a regra, estava traduzindo as músicas de vários animes, como Domestic na Kanojo e Ueno-san ga Bukiyou, e também pensei que seria um exemplo para os grupos seguirem, mas depois desses dois animes não os vi traduzir mais nenhuma abertura sequer.

Valeu a pena criar essa regra? Aparentemente não: com essa e outras regras novas que adicionei a quantidade de grupos que puderam ser listados acabou caindo, enquanto a quantidade de grupos banidos do site só aumenta.

Com o tempo o site vai deixando de ser um banco de dados de fansubs e virando um banco de dados de sites de streaming.

Só há três concorrentes por aqui - a Crunchyroll, HIDIVE e Netflix - e todos tem seus problemas. Aparentemente a HIDIVE traduz animes do japonês, o que é bom, mas está quebrada então não tem futuro. A CR Brasil tenta traduzir melhor do que a CR EUA, mas quando a HIDIVE não está envolvida, insistem em traduzir do inglês e, como toda tradução de tradução, os resultados são - no mínimo - questionáveis.

Falando nisso, por que há uma insistência por falar que “a Sentai traduziu” e não “a HIDIVE”? Uma empresa é dona da outra, por acaso alguém fala “a Ellation traduziu” quando se refere a Crunchyroll?!

A Netflix é um caso à parte: como não se especializam em anime é uma empresa maior e atinge um público maior. A quantidade de erros de tradução, digitação, entre outros, é pequena. Por outro lado, embora dizem que as legendas são um dos produtos importantes mais deles qualquer cliente deles nota que há algo bem errado nessa propaganda deles. Eles argumentam que não traduzem músicas, mesmo quando possuem licenças para tal, porque elas não adicionam nada para a história… porém esse é um critério puramente subjetivo e, para mim, é apenas uma forma de poupar trabalho.

Se alguém leu a postagem até aqui sabe que eu me preocupo muito com as músicas. Convenhamos, quem já assiste anime por pelo menos dez anos consegue entender pelo menos uma palavra ou duas delas e acaba valorizando elas. Eu queria muito que a Crunchyroll traduzisse a letra de Ashita no Kimi sae ireba Ii, que é muito bonita. Eu queria que a música da Chika fosse traduzida… até porque eles tem a licença para traduzir essa música - eles traduziram ela para o espanhol.

Vale a pena fazer um site que lista esses serviços? Talvez.

É fato que esses serviços são muito criticados, mas não há dúvida que há melhorias: a tradução do primeiro Boku no Hero Academia, um dos primeiros animes da CR, estava cheia de erros, por outro lado em Imouto sae Ireba Ii não consegui achar quase nenhum. Em DanMachi II, ainda que tenham traduzido ele do inglês, fizeram um bom trabalho.

Se qualidade depende de velocidade e habilidade, e eles não podem abrir mão de serem rápidos, pelo menos aos poucos vão adquirindo habilidade.

Vale a pena continuar listando os grupos? Vários grupos hoje em dia tentam ser cada vez mais rápidos - grupos que antes demoravam uma semana para lançar um episódio hoje demoram poucas horas - enquanto ao mesmo tempo não tentam melhorar a habilidade - cometendo a cada dia mais e mais erros.

Para que continuar listando os grupos se está ocorrendo uma inversão na qualidade esperada? Por que listar grupos que traduzem do inglês quando há serviços de streaming que traduzem do japonês diretamente? Para que insistir em karaokês maquiados e enfeitados mas que no fundo são mal feitos e apenas criam uma falsa ilusão de qualidade?

Mas há um problema nisso: se não houver opções melhores do que os serviços de streaming, por que esses deveriam melhorar? Se estão melhorando hoje é, em parte, decorrência da experiência que eles conseguiram no passado, mas as fansubs tem a sua parte nisso: vários dos que hoje estão no ramo profissional vieram delas. Algo que deixa claro essa influência é que, em países onde há fansubs boas a qualidade da CR é melhor. Um destaque é a CR alemã, que é melhor do que a maioria das fansubs brasileiras.

Vou continuar o site, mas com um ritmo mais lento do que o normal. Espero que a situação mude tanto para eu não precisar mudar o nome do site para “banco de dados de streamings” quanto para que, assim como os Alemães preferem assistir anime em Alemão e por isso se esforçam no que fazem, nós tenhamos orgulho da nossa língua e também nos esforcemos.