Gists

Gists

Como na postagem anterior eu tive que sair procurando gists antigos quero hoje comentar sobre alguns dos gists que encontrei.

Os primeiros gists que tenho na minha conta, como esse, são de Minecraft. Já faz anos que não jogo ele… bem, nunca comprei o jogo.

O primeiro gist que tem alguma coisa a ver com anime foi esse: basicamente é um script que procurava uma imagem em um tracker de anime. Eles tinham feito um jogo onde você tinha que achar a imagem no site.

Um dos registros mais antigos de quando comecei a trabalhar com o MEGA foi esse código: ele serve apenas para decriptografar nomes de links compartilhados no site. O suporte para pastas compartilhadas era novo na época, então esse script não suportava isso. É interessante que na época o io.js ainda tinha alguma importância, será que o Deno vai seguir o mesmo rumo?

Na mesma época fiz esse gist, que foi o primeiro passo para eu entrar na equipe da UO. Até hoje o código do shoutbox está bagunçado desse jeito. Quero que esse povo largue de ser enjoado e vá para o Discord de uma vez por todas.

Antigamente o HummingBird, atual Kitsu, não tinha uma função para sincronizar com o MyAnimeList automaticamente. Eu fiz esse script para resolver esse problema. Hoje essa é uma função disponível para qualquer um (e o meu script parou de funcionar porque o MAL desativou essa API).

Esse gist é interessante, na época eu não tinha entendido como ele funciona, mas hoje acho que arrisco uma explicação: eles tinham um bug no código que gerava URLs como %252525 e tinham que corrigir isso para %. Provavelmente page.replace(/%(25)+/g, ‘%’) já resolveria o problema sem tanta complicação. Isso me lembra desse problema do Chrome.

Esse gist me lembra que até hoje não terminei todas as rotas de Katawa Shoujo.

Já falei várias vezes que odeio erros de tradução, essa aqui foi a primeira vez que eu fiz uma sugestão de correção para uma fansub. O que me dá mais raiva: esse anime está disponível na Crunchyroll e não tem nenhum erro. Nem um errinho de digitação ou uma vírgula no lugar errado! Para me dar mais raiva ainda esse povo acha que é melhor e fica falando mal da CR!

Nessa época eu estava com mania de fazer essas sugestões, esse gist é uma avaliação com algumas sugestões. O meu voto era positivo, mas se eu fosse avaliar eles hoje… né, é óbvio qual seria o meu voto.

Esse gist foi um que fiz testando um bug no choo. Conhece o choo? Se não conhece é normal: esse projeto está bem morto já faz alguns anos. Para a minha profunda tristeza eu usei ele em um projeto que tem um risco de acabar me assombrando no futuro. Vou tentar converter ele para Vue 3 no futuro… se eu me lembrar, claro.

Faz anos que estou lutando para o pessoal usar softsub e até hoje tem gente que acha que “mas funciona em qualquer coisa” é desculpa para fazer a besteira de usar hardsub. Quer algo que funciona em tudo? Sabe aquela piada de PHP e sexo? É a mesma coisa, é um argumento idiota. Esse gist é um dos primeiros que fiz para promover a ideia de softsub, mas parou de funcionar depois que o GitHub melhorou a segurança do site. ¯_(ツ)_/¯

Já tentei várias vezes dar uma de tradutor e revisor, nesse gist eu revisei e traduzi “Você Sabe” de Kassin. Nem vou ler isso de novo, sei que ficou ruim!

Um dia no reddit uma pessoa postou um link para o imgur colocando um texto visível e outro no link, aí eu escrevi esse código que procura imagens no imgur com base em uma palavra. Procurei várias palavras que poderiam se encaixar em uma resposta até que achei uma: “you https://i.imgur.com/GoTMe.png”.

Foi assim consegui postar uma imagem que tinha realmente uma palavra (bem… duas) no nome, não era apenas um truque de formatação. O pessoal do reddit, inocente, inventou uma história que a administração do imgur estava envolvida nesse caso.

Já tentei implementar uma forma de fazer prints de animes softsub, ou seja, de modo que a legenda nunca borra por mais zoom que você dê na imagem. Se me lembro bem gastei semanas trabalhando nisso e, como dá para ver nesse gist, o resultado não ficou tão bom. Mas o bom é que aprendi a mexer no libjass e no libass.

Uma ideia que *ainda * quero implementar é arrumar uma forma de representar a Bíblia e a harpa em markdown. Nesse gist há um teste de como seria isso, tanto da formatação como do design. Acho interessante que nessa época eu já usava Vue. Esse teste resolve dois problemas que (ainda) ocorrem no adorai: a formatação é bem limitada (não suporta parágrafos por exemplo) e editar o conteúdo é difícil (mesmo com uma interface gráfica).

Ainda há outros gists que não comentei: são muitos! Para terminar quero deixar mais uma imagem da velha guerra anti-hardsub:

Não me lembro porque coloquei Arial, talvez era a fonte usada na imagem original. Eu poderia ter colocado Helvetica como padrão…

Até semana que vem pessoal!

Deixe um comentário