Todo mundo concorda que greve não é, de longe, equivalente a férias, certo? Mas aproveitei a oportunidade para seguir em frente com vários projetos que estavam parados e começar novos. Agora que a greve acabou (ao menos parece que sim) vejamos no que esses quase dois meses nos renderam.

Em questão de serviço não mudou nada: continuei trabalhando como sempre, porém houve novidades: novas responsabilidades e assim mais conhecimento é necessário. Ou seja, assim que voltarem as aulas terei diversas perguntas para meus professores, espero que eles estejam preparados para tal. Também espero que a faculdade tenha melhorado nem que seja um pouco pois se um dos motivos da greve foi esse espero que tenha sido atendida.

Quando ao meu japonês, embora talvez seja a língua que mais ouço por dia é a que menos entendo, logo andou piorando. Diminui o ritmo nos aplicativos de memorização e nas aulas da professora, que levei com tanta seriedade quanto as aulas que tive no ensino médio, ou seja, até dormi nelas. Por outro lado resolvi ler as aulas do Zero até o final para ter uma noção geral do que ele ensinou e como posso aplicar. Muita coisa do que ele escreveu dá para pegar nas outras aulas, porém uma coisa que ele falou é importante é não foi ensinado: que tem que estudar com seriedade, manter o ritmo e nunca desistir. Agora vejo que precisarei de mais disciplina principalmente agora que não terei tanto tempo.

Fiquei um pouco desanimado quanto aos animes: no momento que escrevo é final de temporada, a maioria dos episódios finais já foram ao ar e o pessoal ainda está traduzindo, um período que normalmente não tem muitos lançamentos. A temporada não foi ruim, muitos dos que eu não tinha planejado de início me surpreenderam, só não sei se o final será bom. O ritmo deu uma diminuída por que não estou conseguindo me manter acordado de noite para assistir e de dia fico trabalhando. Ainda estou com a meta de terminar trezentos animes nesse ano, faltam menos de quarenta, o que é bom, mas não posso parar.

Agora o que mais rendeu mesmo foi ficar “programando”, entre aspas por que sei lá se isso pode ser mesmo chamado assim. Primeiro, como pode ser visto, arrumei o meu blog, deixei ele rápido e coloquei o básico de segurança para ele. Isso não representa muito programação já que o que mais mexi foi SASS e layouts Liquid, no máximo a pesquisa, que não ficou boa e é um pouco lenta.

Porém não foi só o blog: tentei programar um sistema de captcha inspirado no antigo ReCaptcha, ou seja, ao invés de usar textos aleatórios são usados textos difíceis para um computador ler. No meu caso eu tirei esses textos de animes, o que me pareceu uma ideia boa já que seria praticamente um projeto de re-legendagem colaborativo, só que apareceram alguns problemas sendo o principal esse: o esforço para extrair os textos dos vídeos praticamente anula o processo de re-legendar manualmente, pois ao extrair o texto ele já praticamente consegue ler lido por uma máquina.

Também colaborei pontualmente em vários projetos do GitHub que eu encontrava e participei mais em fóruns de trackers, primeiramente no ramo da programação, depois em jogos (que eu consegui dificultar de uma maneira que eu não imaginava) e até cheguei a cargo de moderador (embora eu não espero exercer a função). Assim se foi essa greve, queria saber quando terei tempo livre assim novamente.


Gustavo bio photo

Gustavo

Escrevo sobre programas, animes e um pouco mais.

Twitter Github Stackoverflow MyAnimeList