Resultados da migração

Já faz um tempo que postei que eu precisava migrar o meu computador para o Windows 10. Foi em novembro. Eis os resultados da migração.

O primeiro problema que eu falei foi me acostumar com o menu iniciar. Eu ainda tenho mania de procurar aplicativos na parte superior esquerda da tela, mas já estou acostumando. Muita gente reclama das atualizações mas eu gosto delas, o seguro morreu de velho.

Migrar os scripts foi fácil: mantive as letras das unidades, então só precisei fazer ajustes simples causados pela atualização do Node, Apache e outros aplicativos, e migrar o banco de dados do MariaDB, o que é absurdamente fácil.

Por outro lado o meu plano de largar o Deluge não deu muito certo. Eu tinha planejado usar o qBitTorrent: instalei, configurei ele, integrei ele aos meus scripts usando a API dele (que é boa) e achei que estava tudo dando certo.

Passaram-se alguns dias e começaram aparecer problemas nos scripts: diferente do Deluge o qBitTorrent foi criado achando que arquivos marcados para não ser baixados devem ser removidos da pasta (ainda que já tenham sido baixados, totalmente ou parcialmente). Esse problema já foi reportado, mas já se passaram dois anos e ele não foi resolvido. Decidi escolher outro cliente.

No momento estou usando o Transmission: a API dele não é tão simples quanto a do qBitTorrent, mas é mais simples que a do Deluge. Além disso ele tem menos bugs que o qBitTorrent e é mais estável que o Deluge.

Ele não é perfeito: nos últimos dias ele está travando muito, ainda que ele esteja instalado no modo daemon. Também não sou perfeito: ao invés de investigar a causa do problema só estou reiniciando ele. Tenho que largar de preguiça e descobrir o que está acontecendo. Tenho uma suspeita que seja um dos meus scripts interferindo nele, já que ele trava logo quando os scripts estão configurando os torrents, mas não sei bem o que está causando o problema.

Atualização: achei o problema. Um bug no meu script estava colocando índices duplicados no priority-normal do torrent-set. Assim que resolvi esse bug o Transmission parou de dar problemas. Pensando bem até agora não reportei isso para os desenvolvedores desse cliente…

Aproveitei e arrumei o meu script de organização de animes que estão indo ao ar. Ele não funciona corretamente desde quando a API do MyAnimeList parou de funcionar. Os primeiros animes que configurei nele foram Madoka e Eizouken. Estou gostando de ambos, o pessoal está fazendo um bom trabalho !

Implementei melhorias no meu outro script de organização de animes. Agora é possível adicionar notas na timeline e aparece uma nota mostrando qual é o mês (ou ano, se for o mês for janeiro) eu assisti os animes. Olhe essas cores geradas usando um algoritmo estranho e alegre:

Até semana que vem!

Deixe um comentário