Telefone sem fio

Vocês conhecem o jogo, um fala algo e passa para outro, e para outro, e é muito difícil que o significado original se mantenha. É uma brincadeira divertida, mas é estranho que ela ocorra muito com traduções, principalmente de animes.

É extremamente comum que tradutores traduzam de outras traduções: pode ser a tradução do tradutor do grande Google, pode ser a tradução do simples jovem conterrâneo meu que diz que aprendeu japonês mas que só usa esse conhecimento para traduzir músicas.

Os dados preliminares de uma pesquisa que estou conduzindo mostra que 65% das pessoas acham que animes deveriam ser traduzidos sempre diretamente do japonês[^1], mas a realidade não é essa. Na realidade, a maioria das traduções ocorre usando uma língua intermediária. Por quê? Porque é mais fácil e porque os poucos únicos que notam não ligam para isso.

Isso é um problema apenas dos brasileiros? Não, já vi um anime que foi traduzido para chinês e depois para inglês. Qualquer tradutor que tenha mais familiaridade com a língua intermediária pode — e geralmente vai — preferir usar essa língua, não importa se essa língua for inglês, chinês, alemão, espanhol ou qualquer outra.

Isso é um problema apenas de traduções oficiais? É exatamente o contrário : traduções diretas do japonês são bem mais comuns em traduções oficiais do que em traduções de fãs. Posso citar vários exemplos de animes que foram traduzidos diretamente do japonês oficialmente e que em termos de tradução ficaram praticamente impecáveis e, por outro lado, quando foram traduzidos por fãs foram traduzidos do inglês com vários erros.

Um exemplo disso que me deixou de queixo caído foi Stella no Mahou: A primeira vez que eu vi o anime foi de um grupo tão ruim – não falo o nome pois foi muito ruim mesmo – que tinham dezenas de erros, erros de digitação, erros de revisão e traduções completamente sem sentido. Era terrível. A única coisa boa que talvez tenham feito foi traduzir as músicas e mesmo isso fizeram nas coxas.

Quando vi a tradução oficial anos depois fiquei impressionado: se desconsiderar a falta das músicas – o que é um problema de licenciamento – e um, apenas um, termo que foi traduzido literalmente do japonês[^2], a tradução era impecável! Nenhum erro de digitação, a tradução claramente foi traduzida diretamente do japonês, a estilização estava melhor que a tradução para inglês. A tradução saiu da água para o vinho!

Porém o ponto mais triste sobre esse anime nem é que a tradução do grupo seja pior que a oficial, mas que hoje a única tradução para português desse anime que pode ser assistida facilmente é a desse grupo: o serviço perdeu a licença para exibir o anime. Já é triste que várias pessoas tenham visto o vídeo desse grupo achando que era melhor, mas agora essa é praticamente a única opção prática (para quem só sabe português).

Em uma outra postagem darei mais exemplos de animes que foram bem traduzidos oficialmente e, ou não foram traduzidos por fãs, ou foram traduzidos de maneira ruim. Já estou saindo do foco original da postagem.

Voltando ao assunto das traduções de traduções, como disse antes, elas são comuns pois são mais fáceis de serem feitas. Mesmo que um tradutor saiba várias línguas é óbvio que será mais fácil para ele traduzir de línguas que ele tiver mais familiaridade. No caso de animes é comum que as traduções sejam do inglês, não do japonês, porque inglês é uma língua mais usada, então é mais fácil o pessoal ter mais contato com essa língua.

Há um pequeno detalhe na comparação com o jogo: traduções de traduções é como um jogo de telefone sem fio onde às vezes é possível ouvir o que uma pessoa disse para a anterior. Ou seja, se alguém entende bem as duas línguas é como se ele tivesse ouvido as duas pessoas que falaram antes dele claramente e a chance dele errar a parte dele é menor, mas quanto pior for o conhecimento dele das línguas envolvidas, pior seria a "audição" no jogo e pior será o resultado da tradução.

É por esse motivo que, tanto entre fãs como profissionalmente, é comum que os tradutores traduzam de outras traduções sem se preocupar muito. Eles acreditam que a “audição” deles é boa e mesmo se a tradução intermediária estiver ruim eles conseguem se virar. Vários fãs dizem que, embora traduzem do inglês, eles corrigem problemas com base no áudio e esse padrão se repete nas traduções oficiais quando várias partes das traduções para português são exatamente iguais às traduções para inglês, como estilização e timing, mas as traduções para português são melhores e traduzem partes dos animes que não foram traduzidas para inglês.

Da mesma forma que um grupo traduz as falas do inglês e as músicas diretamente do japonês (embora na verdade a maioria procura traduções na internet, como no Lyrical Nonsense), a mesma coisa anda acontecendo com traduções oficiais. Por exemplo, a tradução do encerramento do episódio dois de Tensura Nikki e o encerramento de Minidora só foram traduzidos para português. Um detalhe: a tradução do encerramento ficou melhor do que certas fansubs que tentaram fazer a mesma coisa! Mais detalhes em outra postagem.

Na próxima vou escrever sobre um anime sobre crianças no fundamental e uma irmã mais velha que brinca com elas, comem juntos e até fazem cosplay. Até mais!

[^1]: Por algum motivo, 25% dos que responderam acham que animes nunca deveriam ser traduzidos do espanhol, que é um número que achei enorme. O pessoal tem algum trauma com traduções do espanhol por acaso?
[^2]: Traduziram 岡持ち segundo a definição do dicionário, “caixa de entregas de madeira”, já que esse tipo de caixa era feito tradicionalmente de madeira, mas hoje em dia, assim como aparece no anime, esse tipo de caixa é metálica.

Publicado em