Kamisama no Inai Nichiyoubi

image

E no sétimo dia abandonou-o…

Kamisama no Inai Nichiyoubi, ou Domingo sem Deus, mostra uma história faz de início essa intertextualidade porém mudando toda a história assim que o mundo é terminado.

Sem deus (é uma história, logo não há porque ser em maiúsculo, embora seja no nome) as pessoas deixam de morrer. Ao contrário do esperado, que é a ausência de Deus causar a morte, ela gera uma vida eterna, vida essa que mesmo pela pior situação as pessoas continuam vivendo. Seria algo como zombies? Talvez.

Antes que o anime se pudesse se tornar só mais outra série de zombies surge Ai, a protagonista, uma menina, uma coveira. Coveiros são aqueles que, ao enterrar aqueles que esperam pela morte, possibilitam que descansem em paz. Assim, com o passar da história, são mostrados assuntos desde a morte até aos desejos humanos.

Não tive sorte nesse anime, comecei pelo último episódio e assisti então do início esperando entender o que eu tinha assistido aquela vez. Embora tenha entendido o final não entendi o anime em geral: não vi uma conexão entre o início e fim e embora esteja no nome o anime é extremamente sem deus, sendo citado no primeiro episódio e em alguns outros, tal como se não fosse necessário.

Procurei ver se poderia encontrar algo no anime que pudesse ser útil. Ideias vieram, tal como “como seria se alguém se machucasse no paraíso? seria como o pai da Ai? duvido”. Talvez encontre algo… a ação é boa.

Nota: forcei a referência, queria testar se meus sites estão funcionando.

Joshiraku: uma comédia bem japonesa

Como assistir esse anime em três passos simples:

1. Assista e só entenda as piadas óbvias.
2. Aprenda japonês e fique por dentro da cultura e modo de vida do Japão
3. Assista novamente e ria de cada trocadilho e tudo mais

O primeiro passo é opcional.

Embora esse sendo um anime cheio das piadas internas (i.e. trocadilhos) diversos assuntos são retratados nele. As cinco protagonistas falam de assuntos femininos, internacionais, religião, cultura e tudo mais com muito humor, claro.

Noragami

Dos animes que assisti *finalmente um que não é romântico*! Noragami mostrou, entre as diversas lutas entre espíritos, deuses e tudo mais da drama, lições de amizade e superação.

Falando assim parece até desenho infantil, mas não quando um deus da destruição larga seu passado tempestuoso e uma sua arma, um eterno adolescente, deixa seus conflitos e rebeldia - que são bem representados numa expressão demoníaca que só deixa de ter após se arrepender deles.

Falando assim* parece um desenho educativo. Teve um pouco de comédia também, claramente visto na linda deusa da pobreza, e na Hiyori que vive perdendo o próprio corpo, ainda o Yato, um deus que trabalha de bicos e vive na casa dos outros.

Falando assim* parece nonsense. Não sou bom para resenhas, se interessou melhor mesmo é assistir o anime. Vai lá, tu vai gostar dele.

Sakura Trick: muito amor para um anime só

Nessa jornada que estou seguindo já encontrei vários animes. Sakura Trick tem suas diferenças, há pontos de vista diferentes e é muito bom.

Encontrei esse anime por uma recomendação na Kotaku, mas não é pelo “não fale que gostou por que são lésbicas” que vou falar bem: embora existam homens na história (o diretor, o pai, etc) são tão ausentes que chega parecer um universo onde só existem para reprodução. Tirando todo esse drama o anime mostrou o que falaram ser um “amor real”.

Na minha opinião não posso falar nada pois não tenho experiência nenhuma com isso. Quisera eu poder passar por tais experiências, complicadas sim, mas boas.

É complicado dizer que o que duas garotas passam em seu namoro possa ser um pingo parecido com a realidade, mas vejo isso. Ora, o relacionamento delas não ser bem aceito, elas se amarem muito como sempre faz o pessoal da idade delas, e tudo mais.

E o mais importante da história: beijar é a melhor coisa do mundo, merece ser o assunto da abertura, do encerramento, 30 segundos de beijo por episódio, em dose dupla, com convidadas especiais, mais beijos ainda, diferentes tipos de beijo, iniciativa do beijo, o primeiro beijo nunca esquece, etc.

É muito amor!


No momento estou assistindo Sukitte Ii na no, que também é uma história romântica. Para mim ela parece ser bem mais realista que Sakura Trick, porém não sei se isso é porque me identifico com a protagonista que, assim como eu, tem algumas dificuldades em socializar. Estou aprendendo que é um aprendizado, e está muito bom o anime. Até o próximo anime!

Pupa, horror em micro-episódios

Esse anime, embora eu tenha começado a assisti-lo faz um pouco mais de um mês, acabei assistindo ele em dois ou três dias. Na verdade, ele é um anime muito curto: cada episódio tem 4 minutos, desses 3 ocorre a ação e o outro é abertura e encerramento. 46 minutos no total.

Mesmo assim sua temática é um tanto forte: mostra uma relação familiar desequilibrada e diversas relação desumanas. O “canibalismo” - se assim podemos dizer - entre os protagonistas, como eles chegaram a esse ponto, a maneira que eles foram tratados pela sociedade.

Bem, é incomum eu assistir um anime desse gênero, não posso ir muito fundo na minha interpretação dele. Ele é rápido, mas é forte e impactante: quem gostar do gênero assista.

Animes assistidos e mangás de 2013

Terminado:

  • Lucky Star
  • Puella Magi Madoka Magica
  • 30-sai no Hoken Taiiku
  • To Love Ru (e suas continuações)
  • To Love Ru (mangá)
  • MM!
  • Panty and Stocking with Garterbelt
  • Arakawa Under the Bridge 2
  • Kotonoha no Niwa (ainda que seja um filme)
  • Chobits

Projetos Aleatórios para um futuro

Um dia, no Twitter, estava conversando com o amigo Konther e ele me deu uma ideia. Bem, ela inicia a lista de projetos aleatórios para um dia serem feitos.

  • War de figuras aleatórias, por Konther: “Você tem que dominar a Picanha, a Maminha e o Cupim.”;
  • Rede Anti-Social, por Vida de Programador: eles fizeram um site, que não tem nada além de uma propaganda, podia ser melhor;
  • O clipe de Somos Heróis: o encontro de jovens marcou minha vida e acabou, é só para manter a memória de um dos melhores momentos da minha vida;

Se alguém tiver uma ideia louca ( só a do Konther que é ), me fale, colocarei na lista.

Lembrando que ainda estou desenvolvendo o www.harpaebiblia.tk, caso alguém tenha alguma ideia para que eu coloque nele só falar.