Fiz uma conta no site em 2011, mas ter sem muito o que compartilhar só em 2013 eu resolvi contribuir para alguns repositórios e em 2015 decidi abrir repositórios meus lá.

Uma das primeiras contribuições que me lembro de ter feito foi para o HTML5 Boilerplate, que foi um tanto confuso já que eu não sabia usar Git: fiz todas as mudanças diretamente na interface web do site e fazendo uma bagunça. Praticamente não sobrou nada do que eu fiz depois de tantas mudanças que ocorreram no repositório, mas foi um início.

Hoje em dia gosto do GitHub em dois aspectos: ele acaba ajudando guardando uma cópia dos meus códigos, ainda que ele não seja feito para isso, e pelo o GitHub Pages, que permite eu hospedar páginas, com segurança e sem custos, o que inclui esse blog:

Ao contrário de só usar o CloudFlare e colocar um segurança só na fachada do site com o GitHub posso atualizar o site via Git, por HTTPS ou SSH, e ainda usando a API, que é o que eu uso para publicar postagens. Como já disse em uma outra postagem ao invés de eu ficar escrevendo markdown eu uso um script que converte documentos do Google Documents em arquivos markdown: viva o WYSIWYG!

Ultimamente o GitHub vem passando por algumas mudanças, principalmente dado aos novos concorrentes. Algumas mudanças parecem boas, outras parecem apenas uma tentativa de deixar o serviço com cara de novo, algo como “ei, estamos trabalhando, fiquem conosco”, sem melhorar muita coisa. Um exemplo de algo novo: adicionaram uma guia de organização por projetos, algo que imagino que algum concorrente já oferecia. Só tem um detalhe: só vi UM repositório usar essa função, justamente o de um aplicativo self-hosted de organização de projetos.

Meus repositórios não são populares, raramente um deles tem alguma estrela, mas quem sabe um dia eu faça algo que seja útil e fique popular…


Gustavo bio photo

Gustavo

Escrevo sobre programas, animes e um pouco mais.

Twitter Github Stackoverflow MyAnimeList