Capturas em massa

Capturas em massa

Vamos supor que, por algum motivo, você precisa tirar milhares de capturas de vídeos em tempos específicos, como você faria isso? Pesquisar no StackOverflow e pegar a primeira resposta que sair parece tentador, mas podemos fazer melhor!

A maioria das respostas irá sugerir para usar o ffmpeg. Na maioria dos casos ele é realmente a melhor opção por ser simples de usar: “ffmpeg -ss tempo -i fonte.mp4 -vframes 1 destino.png”, repetir isso a quantidade de vezes que for necessária e o problema está resolvido. Por outro lado esse método tem certos problemas:

  • Você precisa de iniciar uma instância do ffmpeg para cada imagem, o que torna o processo muito lento, mesmo se você usar várias instâncias em paralelo;
  • As legendas não aparecem nas capturas por padrão; você pode usar um filtro para isso, mas nem sempre é fácil já que é complicado configurar as fontes para funcionar com esse filtro;
  • O ffmpeg não suporta certos MKVs (que são raros… exceto se você estiver trabalhando com animes);
  • As capturas ficarão erradas para vídeos em que o aspect ratio mostrado (DAR) é diferente do codificado (SAR);
  • Alguns vídeos podem ter problemas de compatibilidade (use “-x264_build 150” para esses casos).

Um método alternativo que eu achei bem mais interessante é usar o MPV para isso. Ele é mais complexo e consiste dos seguintes passos:

  1. Abra o vídeo no MPV usando “–vo=null” para não abrir uma janela, “–audio=no” para não processar o áudio, “–pause” para pausar o vídeo (bem na lata, né?), e o argumento mais importante, “–input-ipc-server=/tmp/node-mpv.sock”;
  2. Conecte ao MPV usando o IPC acima e aguarde pelo evento “playback-restart”;
  3. Para cada imagem que você precisar tirar use o comando “seek [tempo] absolute+exact”, espere pelo evento “playback-restart” e então use o comando “screenshot-to-file [arquivo]”;
  4. Por padrão as legendas aparecem nas capturas (o que é ótimo!). Se quiser desativar isso só adicionar “video” depois do nome do arquivo nesse último comando.

Assim como com o ffmpeg é possível usar várias instâncias em paralelo (geralmente uso uma para cada vídeo) e, apesar de toda a dificuldade envolvendo a comunicação via IPC, os resultados são surpreendentes: todos os problemas que listei acima são resolvidos e claro, é BEM mais rápido.

Só não me perguntem por que tenho tantas capturas no meu computador…

Deixe um comentário